10 de outubro de 2017

Sebastião diz que ‘máquina’ governista privilegia clínica de Serra Talhada

Do Farol de Notícias 

O secretário de Transportes de Pernambuco e deputado federal licenciado, Sebastião Oliveira, não silenciou diante as duras críticas disparadas ontem (segunda-feira, 9) durante a sessão ordinária da Câmara de Vereadores, quando os parlamentares governistas André Maio (PRB) e Manoel Enfermeiro (PT), acusaram o governador Paulo Câmara e o secretário de Saúde, Iran Costa, de bloquear a vinda de um serviço de oncologia de forma proposital para Serra Talhada.

Na opinião dos vereadores, que tacharam o governador de ‘irresponsável’, Câmara e Iran Costa estariam brecando os serviços porque teriam ‘interesses’ em manter a oncologia no município de Arcoverde, no Sertão do Moxotó.

Nesta terça-feira (10), durante entrevista ao programa Frequência Democrática, na rádio Vila Bela FM, Sebastião rebateu as denúncias, defendeu o governador e aproveitou para alertar sobre um suposto sistema de beneficiamento do Sistema Único de Saúde (SUS) para vereadores governistas em Serra Talhada.

“Primeiro, isso não é verdade (a denúncia dos vereadores). A gente quando quer abrir um serviço do porte do serviço de oncologia, ele passa por algumas especificações técnicas que são analisadas por uma equipe técnica da Vigilância Sanitária e da Secretaria de Saúde. O que acontece em Serra Talhada, e que eu não queria entrar nesse debate, porque o que acontece em Serra Talhada, que a gente vai levar para o futuro e que é muito difícil nesse governo, é que houve de fato uma quebra do princípio fundamental do SUS por parte da prefeitura, que é a maior reguladora daí. O princípio da equidade, ou seja, a fila no SUS e as prioridades não são respeitadas de acordo com o princípio de equidade do SUS. São respeitadas de acordo com a vontade da bancada governista de vereadores. Essa é que é a verdade”, declarou o secretário.

INVESTIGAÇÃO E CLÍNICA

Durante a entrevista, Sebastião Oliveira garantiu que iria abrir uma investigação e colocou no foco a Clínica São Francisco, que tem como proprietário um aliado do prefeito Luciano Duque.

“Há de fato algo que precisa ser investigado pela bancada de oposição, e pelos moradores de Serra Talhada, que é uma verdadeira máquina moendo para fazer cirurgias, atendimentos e procedimentos na Clínica São Francisco, que é a detentora da maioria dos contratos da Prefeitura de Serra Talhada, da qual os vereadores se refestelam da ala governista e se acobertam com uma máquina enorme para fazer voto. Eu vou me debruçar sobre esse assunto, profundamente. Se for preciso, inclusive, eu vou ao Ministro da Saúde, a Controladoria Geral da União e vou me debruçar profundamente sobre esse assunto”, disse Oliveira, arrematando:

“O que há na verdade, quando a gente olha para o espelho e faz uma denúncia como essa, a gente sabe que os interesses comerciais sendo contrariados por uma bancada governista. A bancada governista, provavelmente, junto com todo mundo que fez um compromisso que esse serviço de oncologia seria aberto na Clínica São Francisco. E muito provavelmente por insuficiência técnica, esse serviço não pode ser aberto. Isso sem dúvida nenhuma deve ter contrariado os interesses da bancada governista”.
Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

Twitter

SOBRE NÓS

O Tribuna Belmontense é um blog de divulgação de notícias locais e regionais sobre os mais diversos assuntos de interesse geral.

Agradecemos sua visita. Volte Sempre :)

Copyright © Blog Tribuna Belmontense -

Design por