26 de setembro de 2017

Professor indignado denuncia processo seletivo em Serra Talhada

Texto enviado ao Farol de Notícias*

Venho através deste denunciar o Processo Seletivo do Programa Esporte e Lazer na Cidade – PELC, programa esse que é um convenio do Governo Federal/Ministério do Esporte que visa atender 2.400 crianças, jovens e idosos em 6 núcleos instalados no bairros da cidade, em parceria com a Prefeitura Municipal de Serra Talhada/Secretaria Municipal de Esporte e Lazer.

Representada na pessoa do Secretário Ginclecio Oliveira e a senhora Bela, que usa o nome da Empresa Fadurpe, ou Apolinário na realização desse processo que começou bagunçado e até hoje não teve solução. Em primeiro lugar começou com a prova de conhecimentos específicos para 36 vagas de Agentes Sociais, 6 vagas de Coordenadores de Núcleos e 1 vaga de Coordenador Pedagógico.

Foi criada para que os políticos pudesse indicar seus aliados muitos sem nenhum conhecimentos técnicos para exercer a função e que no edital nacional do programa não exige prova e sim seleção de análise curricular. Mas aqui em Serra Talhada é diferente dos outros lugares e a prova até hoje não divulgaram o gabarito preliminar para que pudéssemos recorrer.

Mas, mesmo assim, não sei como várias pessoas recorreram sem embasamento legal já que o gabarito nunca apareceu e a prova estava cheio de erros com questão incompleta e erros de português. Estranhamente, algumas pessoas ligadas a vereadores e cabos eleitoras do prefeito apareceram com pontos ganhos a mais na 2ª relação e a coisa mais aberrante do processo foi que na hora de entregar a prova não tinha gabarito.

Tivemos que entregar a prova e o gabarito foi numa folha de papel oficio pode acreditar que até hoje nenhum vereador da situação ou oposição foi a tribuna da câmara falar sobre esse escroto processo seletivo.

Farol, para complicar mais, divulgaram a 3ª relação com o resultado da prova de títulos classificatório. Sem contar os pontos do pós graduação dos aprovados classificados que valia 10 (dez) e alguns classificados apareceram zerados na relação. Mais uma vez não se pode recorrer porque diante dessa bagunça generalizada não sabíamos aonde recorrer já que para desmoralizar o certame foram divulgados várias retificações no edital e nenhuma data cumprida.

Nós só queremos transparência por parte do prefeito Luciano Duque, do secretário de Esporte e Lazer, Ginclécio Oliveira e a senhora Bela que ora diz que é a Fadurpe e outra ora diz que é Empresa Apolinário. E se cumpra todos os prazos acordados no edital, divulguem o resultado final e contrate todos os aprovados para trabalharem no PELC. Vale salientar que estamos muito atrasado e dinheiro do PELC já está a vários meses na conta do município e já devíamos ter recebidos 2 meses de salário.


Sem mais para o momento

*Luiz Henrique Barros é professor de Educação Física

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

Twitter

SOBRE NÓS

O Tribuna Belmontense é um blog de divulgação de notícias locais e regionais sobre os mais diversos assuntos de interesse geral.

Agradecemos sua visita. Volte Sempre :)

Copyright © Blog Tribuna Belmontense -

Design por