6 de março de 2016

Após aprovação, CBF quer usar vídeo para ajudar arbitragem já em agosto





Após aprovação, CBF quer usar vídeo para ajudar arbitragem já em agosto



A International Football Association Board (Ifab), entidade que regulamenta as leis do futebol, aprovouneste sábado (5) a realização de testes para o uso de vídeo para auxiliar a arbitragem em lances duvidosos no esporte.

Foi dado como limite para começar os experimentos o início da temporada europeia de 2017/2018, em agosto de 2017, mas a CBF (Confederação Brasileira de Futebol) espera que possa implementar o sistema já a partir de agosto deste ano, em jogos da Série A do Brasileiro. Os testes devem durar até dois anos.


"Serão necessários cinco meses, a partir de agora, de pré-testes e de treinamento dos técnicos e assistentes. Acreditamos que poderemos usar ainda este ano, no segundo semestre", disse o chefe do departamento de arbitragem da CBF, Sérgio Corrêa.

A decisão foi considerada histórica por membros do Ifab e da Fifa até porque outras mudanças foram anunciadas, como evitar que o jogador que sofra falta precise deixar o campo para ser atendido caso o infrator tenha recebido cartões amarelo ou vermelho. As regras que não precisam de testes já valem a partir de 1° de junho de 2016.

A reunião, realizada em Cardiff, no País de Gales, contou com a presença do suíço Gianni Infantino, eleito há nove dias presidente da Fifa.

"Temos que mostrar que estamos escutando os torcedores, os jogadores e o futebol. Estamos ouvindo o futebol e aplicando o senso comum", disse Infantino.

Novas regras do futebol

Uso da imagem de vídeo para rever lances será testada

COMO SERÁ USADO O VÍDEO

Um árbitro assistente terá acesso às imagens do jogo durante a partida


Em caso de dúvida, o árbitro principal poderá pedir a revisão. O assistente de vídeo também pode avisar ao juiz que houve erro




O assistente de vídeo prepara o lance pedido, que o árbitro principal pode ver dentro de campo, com um tablet, ou aceitar a orientação do auxiliar

SITUAÇÕES EM QUE O VÍDEO PODERÁ SER USADO

- Decidir se o gol foi válido ou não (se houve falta, impedimento ou se a bola cruzou a linha)
- Decidir se houve infração para pênalti ou não
- Se a infração do jogador mereceria o cartão vermelho

A MEDIDA

- Os testes vão durar dois anos e começará a ser impelementada em torneios (que serão escolhidos) até agosto de 2017
- A CBF espera passar a usar o teste na Série A do Brasileiro já em agosto de 2016

OUTRAS ALTERAÇÕES DE REGRAS

- Fim da "tripla punição", quando o jogador comete o pênalti, é expulso e suspenso do próximo jogo. Em casos menos graves, o jogador receberá cartão amarelo se cometer um pênalti
- Jogador que se machucar após sofrer falta de atleta punido com amarelo ou vermelho não precisará mais sair do campo para receber atendimento médico
- Na saída de bola no meio de campo, jogador não precisará mais tocá-la para frente, mas para qualquer lado ou até recuar- 
- Será testada a quarta substituição, mas apenas nas prorrogações

LINHA DO TEMPO DE PRINCIPAIS MUDANÇAS DE REGRAS

  • 1891 - Pênaltis são introduzidos na regra
  • 1925 - Regra do impedimento passa a valer
  • 1939 - Números na camisa são obrigatórios
  • 1958 - Uma substituição passa a valer, mas só em caso de lesão
  • 1970 - Duas substituições são permitidas e cartões de advertência criados
  • 1992 - Goleiros são proibidos de pegar as bolas com as mãos se recuadas pelos pés por seus companheiros
  • 1995 - Três substituições passam a ser permitidas
  • 2012 - Tecnologia da linha do gol permite usar câsmera para ver se a bola entrou ou não

DECISÃO DO ÁRBITRO
Erros de arbitragem no futebol levam à loucura torcedores, jogadores, técnicos e dirigentes mundo afora, e a intenção ao utilizar o vídeo é minimizar falhas em lances capitais como gols e pênaltis.

O Ifab, que conta com membros da Fifa e das quatro associações britânicas (Inglaterra, Escócia, Gales e Irlanda do Norte), historicamente era avesso às imagens, utilizada em outros esportes como basquete, tênis e vôlei, principalmente porque avaliava que a paralisação do jogo para verificar a dúvida em um lance tiraria o ritmo da partida e, consequentemente, diminuiria a emoção.

A palavra emoção foi, inclusive, usada no texto divulgado pela Ifab, como um dos fatores que serão levados em conta nos testes, em torneios ainda a serem definidos pela Fifa. Qual será o impacto no jogo de pará-lo para modificar decisão da arbitragem?

"A ideia é que erros que árbitros, seres humanos, cometem sejam corrigidos. Os árbitros serão menos atacados e terão mais tranquilidade para trabalhar", disse Corrêa.

Em 2015, a CBF recebeu diversas reclamações oficiais de clubes contra árbitros em jogos da Série A, o que fez a entidade solicitar à Fifa o uso de vídeo, enviando, inclusive, uma proposta de modelo.
"Eles [Ifab] foram até mais ousados do que nós na proposta, pois, na nossa, o árbitro não poderia pedir a revisão da imagem, somente o assistente, se notasse algo errado", disse Corrêa.

Na proposta da Fifa, um assistente de vídeo terá acesso à imagem e poderá ser acionado pelo árbitro principal.

A imagem poderá ser usada em quatro situações: para validar ou não gol (impedimento ou mão na bola, por exemplo), em casos de dúvidas em marcação de pênalti, de aplicação de cartões vermelhos e para evitar a expulsão de atleta errado.    notícias de são josé do belmonte,  politica de são josé do Belmonte, belmonte política, belmonte notícias,polícia belmonte, polícia são José do belmonte, política de são José do Belmonte, são José do belmonte, belmonte, belmonte noticias blog, belmonte noticias 190,blogs de são Jose do belmonte, blogs de são José do Belmonte, são José do belmonte, tribuna belmonte, tribuna belmontense,belmonte, prefeitura de são José do Belmonte,
VOLTE À PÁGINA INICIAL





Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

Quem somos

O Tribuna Belmontense é um blog de divulgação de notícias locais e regionais sobre os mais diversos assuntos de interesse geral.

Agradecemos sua visita. Volte Sempre :)

Twitter

Copyright © Tribuna Belmontense - São José do Belmonte - PE

Design por