29 de fevereiro de 2016

Jovens de Serra Talhada são aprovados na Escola de Atores Wolf Maya



Jovens de Serra Talhada são aprovados na Escola de Atores Wolf Maya



Juliana Guerra e Gildo Alves, respectivamente 26 e 23 anos, são nomes conhecidos da cultura serratalhadense; atores que já realizaram espetáculos teatrais, comerciais e filmes na cidade. Recentemente, passaram o carnaval no Rio do Janeiro, dando suporte a companheira Dorotéia Nogueira, que desfilou na Sapucaí este ano pela escola de samba Vila Isabel. Depois do período carnavalesco Juliana Guerra e Gildo Alves decidiram realizar suas inscrições em um teste de admissão na famosa “Escola de Atores Wolf Maya”, que com mais 11 anos de atuação na área se destaca na América Latina como um grande centro de formação e aperfeiçoamento para quem almeja uma melhor qualificação artística.
Pois bem, com o teste feito, eis que nessa sexta feira (19) o resultado foi divulgado e lá estavam os nomes dos dois únicos artistas de Serra Talhada que já passaram pela eliminatória. O Âncora do Sertão assim que teve acesso a informação de que Gildo Alves e Juliana Guerra estavam representando Serra Talhada pelo Brasil afora, logo, buscou conhecer um pouco mais sobre a experiência artística que os dois atores estavam vivenciando. Assim, fomos conferir de perto todos os detalhes desta história que ainda guarda muitas alegrias e surpresas. Acompanhe.




ENTREVISTA

Âncora do Sertão: Quando vocês decidiram fazer a prova na Escola de Atores Wolf Maya e como foi o teste em si?

Gildo Alves: Quando eu decidi fazer o teste foi até engraçado. E eu estava com quem? Com Dora (Dorotéia Nogueira) ajudando ela a lavar umas toalhas que ela aluga e enquanto isso conversávamos sobre meu sonho de fazer a escola. Então fomos almoçar e entrei na internet e estava lá seleção de Bolsas da Escola de Wolf Maya; enlouqueci e disse: ”vou me inscrever”. Dora disse “Isso mesmo, e eu ajudo no que precisar”, então pedi a Penha pra ligar pro Rio e ela deixou, liguei e falei com Cristiane, a secretária, e peguei todas as informações. Assim, entrei de novo na internet e fiz minha inscrição, depois disso, veio o boleto pra pagar, então, estava sem dinheiro e uma pessoa maravilhosa na minha vida ajudou-me, Sheyla Maroly, minha Irmã de coração, ela disse “eu vou te ajudar nesse sonho” e ajudou com minha matrícula. Tudo foi se encaminhado, eu fiz grupo no “zap” , coloquei amigos e a partir daí todos me ajudaram com passagens e hospedagem por lá e não posso esquecer do Prefeito Luciano Duque, que foi sem igual nessa ajuda. Tem também a minha Família, que é a base de tudo pra mim, ela me ajudou e deu todo apoio. E eu viajei. O dia do teste foi tenso; uma sensação de choro e alegria, de poder estar ali. Então, esperei, esperei e a minha hora chegou. Entrei na sala e dei de frente com Wolf Maya, meu coração foi ao delírio. Fiz o teste, mostrei meu talento e mostrei pra mim mesmo que sou um bom Ator e representando o talento dos sertanejos, nordestinos e pernambucanos arretados.
Juliana Guerra: A ideia de fazer o teste foi um desafio feito a mim por Gildo Alves e eu me joguei. Primeiro ocorreu um exercício de improvisação, depois um teste de câmera. Na hora de fazer o teste foi muito rápido, tinha um estúdio e você fazia uma performance pra câmera, nesse momento eu recitei uma poesia e cantei um música de Luiz Gonzaga..

Âncora do Sertão: O que vocês sentiram quando viram que tinham sido aprovados, nesta sexta feira (19)?

Juliana Guerra: A sensação de ser aprovada foi a melhor possível, mas sei que há um caminho grande pela frente.

Gildo Alves: O resultado saiu na sexta a tarde e quando vi meu nome na lista chorei de emoção com Juliana Guerra e Dora Nogueira, pois estávamos juntos; então foi hora de chorar e agradecer a Deus por essa bênção que aconteceu. Deus não falha, Ele é maravilhoso. Logo em seguid,a começaram as ligações. Eu liguei pra minha Mãe e disse ”mãe passei”. Ela foi a loucura. Amo minha Mãe e tudo devo à ela, Marileide Alves Bezerra, conhecida como Leda. Então, todos os amigos ligaram, mandaram mensagens, e,eu chorei mais ainda (emocionado).

Âncora do Sertão: Como vocês avaliam as suas vidas artísticas até o atual momento?
Juliana Teatro: A minha vida artística até o momento tem sido boa, poderia ter sido mais bem aproveitada… E tenho consciência que aprender sempre será bom!

Gildo Alves: Minha vida artística começou em 2010 ao conhecer o ator Carlos Silva, onde conheci o Centro Dramático Pajeú de Serra Talhada (CDP) e, lá, uma quantidade de pessoas maravilhosas, como Dany Feitosa, Vanise Mariano, Leandro Soares e outra pancada de gente. Depois conheci Mannoel lima “O Chato” (risos), Karine Gaya, Modesto Lopes de Barros e por aí fui conhecendo outras grandes pessoas, como Cleonice Maria, Domar, Taveira Júnior, e comecei meus trabalhos como ator. Primeira esquete “Ela me deixa louco”, com Dany Feitosa; posteriormente, “Jacaré Espaçonave do Céu” com Mannoel Lima, Vanise Mariano, Juliana Guerra. Atualmente estou na peça “Fulana. Sicrana. Beltrana” e faço parte do elenco do “Massacre de Angico”, entre outros. Depois entrei no mundo dos filmes, e assim veio “Papo Amarelo – o primeiro tiro”; “Bicho de sete letras, “ZEOMI”; “Sertão de sonhos” e por aí vai. Eu, Gildo Alves, avalio minha vida artística como sendo muito boa, claro, tem seus momentos ruins como em toda profissão, mais até agora só tenho notícias boas e feito coisas boas.

À direita da imagem, Gildo Alves e Juliana Guerra na peça “Jacaré Espaçonave do céu.” Foto: Taveira Júnior.

Âncora do Sertão: Como é sua vivência artística em Serra Talhada, Gildo Alves?

Gildo Alves: Minha vivência como Ator em Serra Talhada tem muitas dificuldades, pois nem sempre estamos trabalhando na nossa área, como ator, então pra mim manter tenho que trabalhar em outros locais. Atualmente trabalho na Perfil da Moda, sou vendedor na loja, a qual, sou muito grato por estar nela e tenho que agradecer as minhas três patroas Késsia, Kênia e Côca. E não posso esquecer das minhas amigas de trabalhos, que são parceiras, Savana, Isa, Dany, Kaline e Kelly. Fugi um pouco da pergunta (risos); e os benefícios que, pontualmente, surgem bons projetos, cursos pra capacitar atores, dançarinos, nos quais, a Fundação Cabras de Lampião é pioneira.

Âncora do Sertão: Quais são suas expectativas nesse momento de suas carreiras?

Juliana Guerra: Existe apenas uma expectativa: sobreviver da Arte. Nessa semana que passou fui conhecer um novo amigo Cineasta de São Paulo e fui, também, numa Comunidade chamada Asa Branca. Conheci um guerreiro da Cultura chamado Reinaldo Santana. E percebo, cada vez mais, que o meu trabalho tem que ter sentido, não apenas fazer por fazer… Tem que ter o lado social, que me atrai muito.

Gildo Alves: Minhas expectativas são muitas, meu amigo Mannoel Lima, quero muito viver da Arte de ser um Ator conhecido e viver pra isso, só que temos que nos jogar. Nós atores temos que correr o risco, se arriscar, entende? Eu topo correr nesse mundo sem medo, mais ainda tenho pessoas que precisam de mim aqui em Serra Talhada, como minha Vó – moro com ela, e dois tios. Então no momento abro mão de várias coisas pra estar com ela, cuidando e dando-a proteção – Edvanete Jandira de Brito, conhecida como Dona Neta. Mas eu ainda vou ser muito conhecido, escuta o que te falo, depois dessa vou muito mais além!

Âncora do Sertão: Falem o que algo vocês querem muito dizer ao povo serratalhadense.
Juliana Guerra: Pra Serra Talhada só tenho gratidão! A minha querida cidade, aonde nasci e minhas raízes ficaram sempre. Saudades sinto, mas o que fazer, quando você acredita que a vida é feita de desafios? Então quero enfrentá-los… É isso que quero sempre! Abraço a todos que torceram nessa pequena vitória!

Gildo Alves: Quero dizer pra Serra Talhada que ela é Terra de grandes Artistas, seja na área do atuação, seja na dança ou na música; temos muita coisa boa na nossa cidade. Eu quero agradecer de Coração a Luciano Duque, o prefeito porreta, pelo qual tenho um carinho enorme, quero dizer que amo minha cidade e onde estiver levarei o nome dela.

O SONHO SERÁ ADIADO?

Ensaio fotográfico de Gildo Alves. Foto: Alvaro Severo.

No final da entrevista o ator Gildo Alves, que já se encontra em Serra Talhada, expressou um profundo lamento, pois mesmo tendo passado na Escola de Atores Wolf Maya, ainda não poderá realizar o grande sonho de sua vida. Não que ele não queira, mas o elevado valor das mensalidades do curso, não lhe permitiram iniciar a formação tão desejada na escola carioca. O Âncora do Sertão ouviu o ator Gildo Alves, que emocionado falou sobre sua situação e a de sua colega Juliana Guerra (ainda no Rio), que esperavam conseguir uma bolsas para realizarem seus estudos.
Nas palavras de Gildo Alves, vemos mais um profissional de uma competência estrema, mas que,sofre com a falta de investimento para que possa continuar sua trajetória com voos mais elevados e, assim, ele nos fala “A gente precisa de alguém que acredite no nosso trabalho, como um empresário que possa patrocinar, apoiar nossas carreiras, pois o retorno, com certeza, virá. Só precisamos de alguém que acredite no nosso potencial”.   são José do Belmonte, blogs de são Jose do belmonte, tribuna belmontense,

A ESCOLA DE ATORES WOLF MAYA

Wolf Maya em sua escola, na Barra, onde dará aulas de interpretação para TV – Pedro Teixeira/ Globo.com

A conceituada Escola de Atores Wolf Maya já formou inúmeros atores, contando com importantes nomes em seu currículo, como Paola Oliveira, Nanda costa, Malvino Salvador, Marjorie Estiano, dentre muitos outros rostos conhecidos do público brasileiro. O diretor Wolf Maya, que dirige a escola de nome homônimo, é conhecido nacional e internacionalmente, destacando-se como ator e diretor competente que conta com inúmeros trabalhos de sucesso, sobretudo, no teatro e na televisão. Fonte: Âncora do Sertão 

VOLTE À PÁGINA INICIAL






Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

Quem somos

O Tribuna Belmontense é um blog de divulgação de notícias locais e regionais sobre os mais diversos assuntos de interesse geral.

Agradecemos sua visita. Volte Sempre :)

Twitter

Copyright © Tribuna Belmontense - São José do Belmonte - PE

Design por