11 de dezembro de 2015

COLUNA POLÍTICA: Dinheiro a rodo barra impeachment


notícias de são josé do belmonte,  politica de são josé do Belmonte, Belmonte política, Belmonte notícias,polícia Belmonte, polícia são José do belmonte, política de são José do Belmonte, são José do Belmonte, Belmonte, belmonte noticias blog, belmonte noticias 190,blogs de são Jose do Belmonte, blogs de são José do Belmonte, são José do Belmonte, tribuna Belmonte, tribuna belmontense,Belmonte,
Num Governo em que dinheiro é carregado na cueca e cai também do céu é muito provável que os votos dos deputados indecisos e os rebeldes sejam comprados a peso de ouro para salvar a malvada do impeachment. Os ministros palacianos – Edinho Silva (Secom), Jaques Wagner (Casa Civil) e Berzoini (Governo) – já foram escalados para a operação nada republicana.
Eles acompanharam estupefatos pelos aparelhos de TV no Palácio do Planalto o placar acachapante a favor da chapa de oposição que instalou a comissão especial de análise do pedido de impeachment da presidente Dilma. Descobriram que o Governo não tem, como imaginava, os 300 deputados “fiéis''. Mais de 40 parlamentares ainda se ausentaram da sessão.

O número é sugestivo. Foi Lula, o chefe da quadrilha do petrolão, que disse, ainda na oposição, que o Congresso tinha 300 picaretas, frase que virou música num País em que tudo acaba em piada ou em pizza. Mas não combateu nenhum deles. Pelo contrário, governou com mais de 300 picaretas e com eles se lambuzou, promovendo um dos maiores assaltos aos cofres públicos da história do País.
Nunca dantes na história se roubou tanto! O resultado dessa roubalheira, não tenha dúvida, vai servir para comprar a peso de ouro os deputados-chantagistas que aguardam apenas a visita domiciliar dos que serão escalados para passar o chapéu, provavelmente os mesmos que se grudaram diante da TV e quase desmaiam com a derrota do Governo corrupto na votação da Comissão Especial do Impeachment.
O PT, entretanto, não está inventando a roda. Está apenas sendo fiel a uma cultura podre da política brasileira, onde o político vale o quando pesa. Agiu assim Sarney para aprovar cinco anos de mandato e também Fernando Henrique Cardoso para mudar a Constituição, aprovando o direito à reeleição.
Os fatos e as verdades estão gravados e arquivados. Uma simples consulta ao Google o caro leitor comprovará. O fato, voltando a ordem do dia, como se diz no Congresso, é que o Governo não tem, hoje, número suficientes de deputados para barrar o impeachment. A ordem no Planalto é abrir o cofre das emendas e liberar mais cargos represados em estatais nos Estados para os deputados “indecisos''.
Isso ocorreu nos últimos dois meses, sem sucesso, pelo que se vê. Mas Dilma respira. Pelo regimento, a oposição precisa de 342 votos em plenário para levar adiante o processo ao Senado, instância final do processo. Há esperança para o Palácio e sobra dinheiro, que vai ser arrecadado da mesma forma que fizeram com o mensalão e o petrolão. Tem deputado que vai fazer seu pé de meia tirando proveito de um governo moribundo, que a sociedade deseja ficar livre dele.
O ABRAÇO DO TAMANDUÁ – Dilma e Temer tiveram uma conversa protocolar. Conversaram como manda a regra do jogo: escondendo as verdades. A relação entre a presidente e o vice ficou desgastada depois de uma carta enviada a ela por Temer. Na mensagem, Temer se queixou de ter sido tratado como um vice "decorativo" e enumerou momentos em que, no entendimento dele, foi deixado em segundo plano pela presidente. Apesar do teor da carta, Temer negou que se tratava de rompimento. O episódio, no entanto, ligou o sinal de alerta no Planalto, preocupado em não perder aliados neste momento em que tramita na Câmara o processo de impeachment.
Rica e procuradora federal– São Bento do Una, primeiro lugar na Transparência Brasil, segundo levantamento do Ministério Público Federal, é governado por uma mulher. Novata na política, formada em Direito e procuradora federal, Débora Almeida, filiada ao PSB, que sucedeu ao Padre Aldo, ingressou na política sofrendo resistências da família, uma das mais bem-sucedidas no Nordeste no ramo da avicultura.


Começou a degola– A presidente Dilma exonerou o vice-presidente de Fundos de Governo e Loterias da Caixa, Fábio Ferreira Cleto, indicado pelo deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ) para o cargo. A exoneração de Cleto foi um "troco" do Palácio do Planalto em Cunha, por ele ter autorizado a abertura do processo de impeachment contra Dilma na semana passada. A exoneração foi publicada, ontem, no "Diário Oficial da União". Questionado sobre o caso, Cunha disse que considera a saída do governo "melhor" para o currículo de Cleto.
Famílias sem o leite– No bairro Pedra Linda, em Petrolina, depois que a Associação de Moradores recebeu da Prefeitura uma ordem de despejo do prédio onde funcionava a sede da organização, as 67 famílias atendidas pelo programa Leite para Todos temem perder o benefício, porque o freezer onde o leite era armazenado foi levado na ação e o produto agora está sendo distribuído no meio da rua. Segundo os moradores, a sede da associação foi, há 10 anos, cedida pela Codevasf para o desenvolvimento das atividades dos moradores do bairro.
A posição do governador – O governador Paulo Câmara (PSB) assegura que não apoia, em nenhuma hipótese, a permanência da presidente Dilma no poder. Defende, entretanto, que o processo do impeachment seja conduzido por um Congresso renovado, sem Eduardo Cunha na presidência da Câmara, mas o pernambucano Jarbas Vasconcelos (PMDB), que no seu entender tem amplas chances de ser eleito.
CURTAS 
IMPACTO– O IBGE informou, ontem, que o consumo final de bens e serviços de saúde totalizou, em 2013, no Brasil, R$ 424 bilhões, o equivalente a 8% do Produto Interno Bruto (PIB), soma dos bens e serviços produzidos no País. Corte de investimento responderá por mais da metade do tombo do PIB. Estudo aponta que doenças crônicas causam impacto alarmante no PIB brasileiro.
ALÔ, CUSTÓDIA! – Depois de Sertânia, a 300 km do Recife, onde estive ontem, a minha agenda de lançamentos e palestras desta semana prossegue hoje em Custódia e amanhã em São José do Egito. Em todas elas, realizadas nas câmaras municipais, faço antes uma palestra sobre a conjuntura nacional. Na próxima segunda-feira, será a vez de Bezerros, também na Câmara, às 19 horas.
Perguntar não ofende: Qual vai ser a próxima jogada regimental de Eduardo Cunha?    notícias de são josé do belmonte,  politica de são josé do Belmonte, Belmonte política, Belmonte notícias,polícia Belmonte, polícia são José do belmonte, política de são José do Belmonte, são José do Belmonte, Belmonte, belmonte noticias blog, belmonte noticias 190,blogs de são Jose do Belmonte, blogs de são José do Belmonte, são José do Belmonte, tribuna Belmonte, tribuna belmontense,Belmonte,


VOLTE À PÁGINA INICIAL






Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

Quem somos

O Tribuna Belmontense é um blog de divulgação de notícias locais e regionais sobre os mais diversos assuntos de interesse geral.

Agradecemos sua visita. Volte Sempre :)

Twitter

Copyright © Tribuna Belmontense - São José do Belmonte - PE

Design por