15 de outubro de 2015

Oposição racha após nota pedir renúncia de Cunha

Da Folha de S.Paulo – Daniela Lima e Mariana Haubert
Líderes pró-impeachment afirmam que o gesto acabou 'jogando' presidente da Câmara nos braços do governo
Cúpula do PSDB apoia texto e avalia que acordo entre Cunha e o governo pode ser 'abraço de afogados'
O posicionamento público dos líderes da oposição na Câmara cobrando o afastamento do deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ) da presidência da Casa abriu uma crise entre os partidos que defendem o impeachment da presidente Dilma Rousseff.

A iniciativa rachou a frente da oposição e se tornou alvo de críticas diversas. O deputado Paulinho da Força, dirigente do Solidariedade, disse aos colegas que a nota jogou "Cunha nos braços do governo". O senador Aloysio Nunes (PSDB-SP) ouviu de um colega do PT a mesma provocação.
O pedido de afastamento de Cunha também levantou questionamentos no DEM. "No meu partido também tivemos interpretações divergentes, mas temos que conviver com o debate interno", disse o líder do DEM, Mendonça Filho. Segundo ele, a oposição não pode servir para "blindar Cunha".
No PSDB a divergência sobre o modo como o líder do partido na Câmara, Carlos Sampaio (SP), lidou com o episódio se tornou pública. Dizem que ele foi inabilidoso e que acabou por "minar" a confiança que Cunha tinha na oposição. "No PSDB, Carlão é o Cristo", comentou um colega do tucano.
Sampaio defendeu a elaboração da nota em que a oposição pediu que Cunha deixasse o cargo. Agora, está apanhando tanto dos que preferiam que os partidos que trabalham pelo impeachment poupassem o peemedebista,como dos que pediam uma ação mais "incisiva" das oposições em defesa da ética.
Um exemplo do impasse foi a declaração dada pelo líder do PSDB no Senado, Cássio Cunha Lima (PB) nesta quarta (14). Segundo ele, o partido na Câmara "pecou por lentidão" ao, mesmo após divulgar nota pedindo o afastamento do peemedebista, não ter desembarcado definitivamente do núcleo de apoio a ele.
"Era para ter reagido mais rapidamente, mas ainda há tempo", disse o senador tucano. "O PSDB da Câmara está errando", completou. A fala foi uma referência às cobranças de que o PSDB defenda formalmente a abertura de um processo por quebra de decoro contra Cunha.  notícias de são josé do belmonte,  politica de são josé do Belmonte, Belmonte política, Belmonte notícias,polícia Belmonte, polícia são José do belmonte, política de são José do Belmonte, são José do Belmonte, Belmonte, belmonte noticias blog, belmonte noticias 190,blogs de são Jose do Belmonte, blogs de são José do Belmonte, são José do Belmonte, tribuna Belmonte, tribuna belmontense,



VOLTE À PÁGINA INICIAL





Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

Quem somos

O Tribuna Belmontense é um blog de divulgação de notícias locais e regionais sobre os mais diversos assuntos de interesse geral.

Agradecemos sua visita. Volte Sempre :)

Twitter

Copyright © Tribuna Belmontense - São José do Belmonte - PE

Design por