9 de setembro de 2015

STF abre ação penal contra Paulinho da Força por suspeita de desvios

O STF (Supremo Tribunal Federal) decidiu nesta terça-feira (8) abrir uma ação penal e transformou em réu o deputado Paulo Pereira da Silva (SP), presidente do Solidariedade, que responderá por lavagem de dinheiro, crime contra sistema financeiro e formação de quadrilha.

A decisão foi da Segunda Turma do Supremo. Votaram nesse sentido os ministros Teori Zavascki, relator do caso, Gilmar Mendes e Dias Toffoli.
Paulinho, que é presidente licenciado da Força Sindical, é acusado de integrar um esquema de desvio de parte de recursos emprestados pelo BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social) a prefeituras e empresas. O caso foi alvo da Operação Santa Tereza, da Polícia Federal, deflagrada em 2007.

Segundo a denúncia do Ministério Público, o deputado, em troca de favores políticos para êxito de atividades junto ao BNDES, recebia parte das comissões da quadrilha, beneficiária do financiamento. O nome de Paulinho surgiu no esquema a partir de interceptações telefônicas.
Um dos presos na operação, João Pedro de Moura integrou conselho de administração do BNDES em vaga da Força Sindical. Na casa e no escritório de João Pedro, foram encontradas provas que deputado recebia valores do esquema. O grupo é suspeito de desviar entre 3% e 4% dos valores obtidos em financiamento.
Após o empréstimo ser autorizado pelo BNDES, integrantes do grupo apresentavam notas fiscais falsas para comprovar o gasto e maquiar os desvios. Cheques eram depositados inclusive pelos membros da quadrilha, numa ONG, chamada de Meu Guri, localizada no mesmo prédio em que funciona a Força Sindical.
Com a abertura da ação penal, Paulinho terá que apresentar defesa e haverá ainda espaço para o depoimento de testemunhas e produção de provas a favor do acusado. Ao final da instrução do processo, o Supremo decidirá se condena ou absolve, mas não há prazo para isso.
OUTRO LADO
Advogado de Paulinho, Marcelo Leal negou o envolvimento do deputado com o esquema e afirmou que ele foi vítima do grupo. Segundo a defesa, criou-se uma “fixação” de que algumas pessoas, entre elas Paulo Pereira da Silva, receberia um valor dos desvios.Na Folhapress
                  notícias de são josé do belmonte,  politica de são josé do Belmonte,
                  Belmonte política, Belmonte notícias,polícia Belmonte, polícia são José do belmpnte, 
                  política de são José do Belmonte, são José do Belmonte, Belmonte, belmonte noticias blog, 
                  belmonte noticias 190, blogs de sao jose do belmonte,  blogs de São josé do Belmonte



VOLTE À PÁGINA INICIAL





Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

Quem somos

O Tribuna Belmontense é um blog de divulgação de notícias locais e regionais sobre os mais diversos assuntos de interesse geral.

Agradecemos sua visita. Volte Sempre :)

Twitter

Copyright © Tribuna Belmontense - São José do Belmonte - PE

Design por