4 de agosto de 2015

Estudo feito no Mestrado da UNEB de Juazeiro-BA prevê diminuição do uso de adubos em lavouras de tomate



Um estudo desenvolvido pelo Programa de Pós-Graduação Mestrado em Horticultura Irrigada (PPHI) do Departamento de Tecnologia e Ciências Sociais (DTCS), no Campus III da Universidade do Estado da Bahia (UNEB), localizado em Juazeiro-BA, tornou possível produzir tomates que contenham maior número de minerais para auxiliar na prevenção de doenças como desnutrição e anemia. O procedimento é viável através da técnica conhecida como biofortificação agronômica.

A pesquisa foi realizada pela mestranda da UNEB Keylan Silva Guirra, sob a orientação do professor de Olericultura do DTCS, Carlos Alberto Aragão, buscando utilizar dosagens diferenciadas de adubos feitos à base de Sulfato Ferroso e Sulfato de Zinco em sementes e mudas de tomates, conhecidos na região do Vale do São Francisco como híbrido Tyna e um cultivo popular Caline IPA 6.

A estudante disse que o interesse em realizar estudo com esse tipo de procedimento se deu depois de conhecer trabalhos realizados em Moçambique, na África, e no Brasil, pela Embrapa.

Blog Alvinho Patriota



VOLTE À PÁGINA INICIAL






Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

Quem somos

O Tribuna Belmontense é um blog de divulgação de notícias locais e regionais sobre os mais diversos assuntos de interesse geral.

Agradecemos sua visita. Volte Sempre :)

Twitter

Copyright © Tribuna Belmontense - São José do Belmonte - PE

Design por