3 de julho de 2015

Serrita-PE: Câmara de Vereadores decide ajudar os filhos de Raimundo Jacó



Nesta terça, dia (30), a Câmara de Vereadores de Serrita, no Sertão de Pernambuco, dedicou a maior parte do tempo para debater a situação de miséria dos filhos do lendário vaqueiro Raimundo Jacó, assassinado em Serrita há quase 50 anos.

Os vereadores estraram em consenso: algo concreto e urgente deve ser realizado em benefício dos descendentes daquele que deu fama à Serrita de "Capital do Vaqueiro".

Os vereadores se revezaram na tribuna defendendo, sobretudo, que durante a 45ª Missa do Vaqueiro, de 23 a 26 de julho, os filhos tenham uma posição de destaque no altar.

A maioria defendeu a realização de uma reunião com o prefeito Carlos Cecílio, Helena Câncio e Tiago Câncio, filho do Padre João Câncio, fundador da missa em parceria com Luiz Gonzaga e Pedro Bandeira.

"Defendo que todos os vereadores, em comissão, visitem os filhos de Raimundo Jacó, lá em Bodocó. Uma parte dos recursos da missa deve ir para eles ainda este ano, não no ano que vem", destacou Carlos Peixoto.

O vereador Heron Canejo foi o maior defensor das propostas, inclusive pediu, acertadamente, a realização de uma Audiência Pública para discutir todas as providências a serem adotadas.

"Quero saber se a lei do rateio dos recursos oriundos da Missa do Vaqueiro está em vigor, já que o projeto de lei foi aprovado e o poder executivo ficou em silêncio nestes dez anos. Vamos visitar os filhos, em Bodocó, não podemos ficar só vendo-os pelo facebook. Vamos lá, todos nós. Sou favorável, ainda, que o Governo de Pernambuco ou a prefeitura de Serrita conceda uma pensão vitalícia, pois Raimundo Jacó é um patrimônio cultural", defendeu bravamente o parlamentar.

O presidente da Câmara, ao final, resumiu confirmando a necessidade da reunião com o prefeito, Helena Câncio e Tiago Câncio, além da visita de uma comissão oficial de vereadores até Bodocó.

Os vereadores estão no caminho certo. Se nada de concreto e duradouro não foi feito nestes 45 anos, o que vale é fazer justiça em 2015. Nesta sessão, eles foram quase perfeitos, mas os próximos passos serão decisivos para a reputação da Casa do Povo.

Durante uma entrevista na Talismã FM, este mês, Helena Câncio que representa a Fundação Padre João Câncio, organizadora do evento, mostrou-se aberta ao diálogo.

A ONG Radar acredita que a mesa do diálogo é a melhor decisão. A entidade defende a Audiência Pública e a criação da Fundação Raimundo Jacó, sob a presidência de Valdirene Senna, neta do vaqueiro mais famoso do Brasil. (Via: Exu Notícias)



VOLTE À PÁGINA INICIAL






Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

Twitter

SOBRE NÓS

O Tribuna Belmontense é um blog de divulgação de notícias locais e regionais sobre os mais diversos assuntos de interesse geral.

Agradecemos sua visita. Volte Sempre :)

Copyright © Blog Tribuna Belmontense -

Design por