28 de maio de 2015

River Plate atropela o Cruzeiro, determina novo 'Minerazo' e volta às semis após 10 anos



Raposa perde no Mineirão lotado e argentinos vão à semi da Libertadores

O Cruzeiro perdeu para o River Plate, da Argentina, por 3 a 0, e foi eliminado nas quarta de final da Copa Libertadores da América em pleno Mineirão. Carlos Sanchéz, Jonatan Maidana e Teófilo Gutiérrez foram os responsáveis por balançar as redes do atual campeão brasileiro e garantir a goleada para a equipe de Buenos Aires.

A eliminação dos comandados de Marcelo Gallardo causou espanto, sobretudo porque esta foi a primeira vez que o time sofreu três gols como mandante desde setembro do ano passado, quando foi derrotado pelo arquirrival Atlético-MG por 3 a 2, pela 23ª rodada daquela edição do Campeonato Brasileiro.

Classificado, o River Plate enfrentará a equipe que se classificar na partida entre Racing, da Argentina, e Guarani, do Paraguai. O time de Assunção foi o responsável por eliminar o Corinthians nas oitavas de final do torneio continental.

Fases do jogo: Apesar do Cruzeiro ter assustado já no primeiro minuto, os anfitriões começaram a partida deixando o River jogar à sua maneira. Cedendo espaços e um pouco perdido com as linhas ofensivas do adversário, a equipe mineira demorou para entrar na partida, recuando em alguns momentos e sendo alvo da pressão argentina.

A vantagem era brasileira, mas era o Cruzeiro quem mostrava correr contra o tempo. Afoito e apressado, as jogadas de velocidade custavam a acontecer com Willian e Marquinhos, bastante presos em suas posições, um Arrascaeta tímido e Damião isolado. O castigo veio ainda antes dos 20. No contra-ataque, Sánchez recebeu livre e, sozinho, teve tempo de sobra para escolher o canto e abrir o placar.

Nervoso, desatento e sem forças para atacar, o Cruzeiro seguiu irreconhecível durante o restante do primeiro tempo. A falta de recursos na saída de bola gerou chutões para o alto. Na frente, o time não tinha explosão e quando atacava cometia o pecado do último passe. Sem a bola, tornava a passar aperto. Quando não era no jogo em velocidade, era na bola parada. Do escanteio esquerdo, Maidana subiu de cabeça para aplicar uma nova ducha de água fria.

Na volta do intervalo, o River Plate seguiu em cima do adversário. Teófilo Gutiérrez se aproveitou de erro de Bruno Rodrigo, driblou o zagueiro e marcou um golaço, ampliando a vantagem do visitante.

O jogo parecia tranquilo para o visitante, mas o Cruzeiro ainda colocou duas bolas na trave de Marcelo Barovero. A primeira foi em finalização do uruguaio Giorgian De Arrascaeta. Posteriormente, foi a vez de Alisson acertar o poste do goleiro adversário e assustar os comandados de Gallardo.

O melhor: Carlos Sanchéz. O meio-campista foi o responsável por fazer o primeiro gol e por criar as melhores oportunidades da equipe comandada por Marcelo Gallardo no compromisso. Ele quase marcou um golaço em finalização que tirou tinta da trave.

O pior: Bruno Rodrigo. Por incrível que pareça, o zagueiro não fez uma partida convincente e acabou falhando em lances capitais, sobretudo no gol assinalado por Teófilo Gutiérrez, no início do segundo tempo.

Chave do jogo: Gol de Carlos Sánchez. Aos 19 minutos do primeiro tempo, o meio-campista do River Plate se aproveitou de ótimo passe do centroavante Teófilo Gutiérrez e anotou o primeiro gol do time argentino no Mineirão. O lance deu início à vitória da equipe comandada por Marcelo Gallardo no Campeonato Brasileiro.

Ficha técnica
Cruzeiro x River Plate
Motivo: Jogo de volta, quartas de final Libertadores 2015
Data/Hora: 27/05/2015, às 22h
Local: Mineirão, em Belo Horizonte (MG)
Árbitro: Wilmar Roldán (COL)
Assistentes: Wilson Berrio e Alexandre Guzmán
Público pagante (presente): 54.898 pagantes (55.951 presentes)
Gols: Carlos Sánchez, 19'/1ºT (0-1), Maidana, 44'/1ºT (0-2), Teófilo Gutiérrez, 6'/2ºT (0-3)
Cartões amarelos: Mena, Willian (CRU) e Barovero (RIV)
Cartão vermelho: Gabriel Xavier (CRU)
Cruzeiro
Fábio; Mayke, Manoel, Bruno Rodrigo e Mena; Willians (Joel – 26'/2ºT) e Henrique; Marquinhos, De Arrascaeta (Gabriel Xavier – Intervalo) e Willian (Alisson – 10'/2ºT); Leandro Damião.
Técnico: Marcelo Oliveira
River Plate
Barovero; Mercado (Pezzella – 16'/2ºT), Maidana, Funes Mori e Vangioni; Sánchez, Matías Kranevitter, Leonardo Ponzio (Mayada – 27'/2ºT) e Rojas; Rodrigo Mora e Teo Gutierrez (Martínez – 34'/2ºT).
Técnico: Marcelo Gallardo



VOLTE À PÁGINA INICIAL






Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

Quem somos

O Tribuna Belmontense é um blog de divulgação de notícias locais e regionais sobre os mais diversos assuntos de interesse geral.

Agradecemos sua visita. Volte Sempre :)

Twitter

Copyright © Tribuna Belmontense - São José do Belmonte - PE

Design por