17 de janeiro de 2020

Sai João e entra Tadeu na sucessão no Recife


O Blog da Noelia Brito apurou que diante de resultados alarmantes em pesquisas qualitativas feitas pelo PSB e do agravamento da briga familiar envolvendo os Campos, os Arraes e os Andrade Lima, que promete novos capítulos de crise nos próximos meses, foi convocada uma reunião na noite de ontem, onde se cogitou a substituição do deputado João Campos, que já era dado como candidato certo do PSB à sucessão de Geraldo Julio, que sonha em ser o próximo governador de Pernambuco, por outro nome do PSB.

Em substituição a João Campos, outro integrante do condomínio político-familiar socialista,  o deputado Tadeu Alencar, figuraria como o preferido de Renata Campos, comandante do grupo político que governa Pernambuco e Recife.

Tadeu Alencar é pai de Tomás Alencar, marido de Eduarda Campos, irmã de João Campos. Com a escolha de Tadeu, que chegou a ser cotado pelo próprio Eduardo Campos para sucedê-lo como governador, mas que acabou sendo rifado e substituído por Paulo Câmara, depois de uma guerra interna de dossiês patrocinada por Danilo Cabral e Milton Coelho, a sucessão no Recife permaneceria em família.

Segundo fontes palacianas, por ser ainda muito jovem, João tem apenas 25 anos, a cúpula do PSB, comandada por Renata Campos, mãe do deputado, tem avaliado que seria preferível poupá-lo de uma eventual derrota e lançar outro nome, deixando uma eventual candidatura do jovem parlamentar a um cargo majoritário para momento em que o desgaste das gestões socialistas não esteja tão forte. É esperar para conferir.

Leia Mais...

19 de dezembro de 2019

Brejo Santo-CE: Dinheiro dos precatórios já está nas contas dos servidores


A notícia mais esperada do ano pelos professores da rede municipal de Brejo Santo já é um fato. O pagamento referente aos precatórios já está na conta.
"O sentimento é de dever cumprido. Desde o início temos nos colocado a favor dos professores, quem acompanhou tudo é testemunha deste esforço. Juntos, construímos e trilhamos o caminho da legalidade, o que nos garantiu a tranquilidade suficiente para chegarmos a esse momento", afirmou a prefeita Drª Teresa, ao ser ouvida pela reportagem do Blog Farias Júnior.
Leia Mais...

16 de dezembro de 2019

Segundo pesquisa, redes sociais influenciam mais de 45% dos brasileiros na escolha por quem votar


Os dados são da pesquisa nacional Redes Sociais, Notícias Falsas e Privacidade na Internet, realizada pelo DataSenado

Uma pesquisa de opinião do Instituto DataSenado aponta a influência crescente das redes sociais como fonte de informação para o eleitor, o que pode em parte explicar as escolhas dos cidadãos nas eleições de 2018. Quase metade dos entrevistados (45%) afirmaram ter decidido o voto levando em consideração informações vistas em alguma rede social. E a principal fonte de informação do brasileiro hoje é o aplicativo de troca de mensagens WhatsApp, segundo o levantamento. Das 2,4 mil pessoas entrevistadas, 79% disseram sempre utilizar essa rede social para se informar.
Os dados são da pesquisa nacional Redes Sociais, Notícias Falsas e Privacidade na Internet, realizada pelo DataSenado em parceria com as Ouvidorias da Câmara dos Deputados e do Senado Federal. O estudo, divulgado nesta semana, também abordou a privacidade de dados na internet e o comportamento dos brasileiros em relação às notícias falsas. Os resultados indicam que os brasileiros acreditam que os conteúdos nas redes sociais têm grande influência sobre a opinião das pessoas. Cerca de 80% dos participantes do levantamento compartilham essa percepção. Mas o percentual varia conforme a escolaridade: é de 76% entre cidadãos que têm ensino fundamental e chega a 90% entre os que têm escolaridade superior.
Quanto à frequência com que meios de comunicação e redes sociais são usados como fonte de informação, 79% dos entrevistados responderam que sempre utilizam o WhatsApp, enquanto 50% indicaram que sempre recorrem à televisão e 49% sempre se informam pelo YouTube. Quanto mais alta a faixa de idade, maior o percentual de entrevistados que respondem utilizar sempre televisão como fonte de informação. Por outro lado, para o Instagram e YouTube, o padrão é inverso: quanto mais baixa a faixa de idade, maior o percentual de entrevistados que dizem usar sempre essas redes sociais como fonte de informação, segundo o DataSenado.
Com relação às eleições, as redes sociais que tiveram maior impacto nas eleições foram o Facebook (31%), o WhatsApp (29%), o YouTube (26%), o Instagram (19%) e o Twitter (10%).
Leia Mais...

13 de dezembro de 2019

Saque imediato do FGTS será em 20 de dezembro; limite será de 1 salário mínimo


O presidente da Caixa Econômica Federal, Pedro Guimarães, anunciou nesta quinta-feira (12) que o saque imediato do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS), será  em 20 de dezembro. Poderão fazer o saque àqueles que tinham na conta do fundo o valor de até um salário mínimo (R$ 998), até 24 de julho deste ano, data em que a Medida Provisória 889, com as novas regras de saque do benefício.
Eis a íntegra da Medida Provisória 889.
Segundo Guimarães, 10 milhões de brasileiros poderão fazer o saque. A medida deve injetar R$ 2,6 bilhões na economia.
No dia 20 de dezembro 10 milhões de brasileiros, R$ 2,6 bilhões. Então esse é um ponto importante presidente, a Caixa esta totalmente preparada, como o senhor falou antes, a Caixa é o banco das políticas sociais, e é isso que a gente consegue esse pagamento, é com muita tranquilidade”, disse.
O anúncio da data foi feita em live no Facebook do presidente Jair Bolsonaro. Também estava presente o presidente do BNDES, Gustavo Montezano.
A Medida Provisória que aumentou o limite de saque imediato do FGTS de R$ 500 para R$ 998 foi sancionada nesta quinta-feira. De acordo com o governo, a medida deve injetar R$ 3 bilhões na economia.
Veto a distribuição de 100% do lucro do FGTS
Também nesta quinta-feira (12), o presidente Jair Bolsonaro vetou a distribuição de 100% do lucro do FGTS aos trabalhadores. A decisão foi publicada no Diário Oficial da União (DOU).
Com a decisão do presidente, volta a valer a regra anterior, que estabelece a divisão de 50% do lucro obtido pelo fundo.
A distribuição integral do lucro foi anunciada pelo governo em 24 de julho, quando Bolsonaro editou a medida provisória que permitiu saques de contas ativas e inativas do FGTS.
Segundo justificativa publicada no DOU, a divisão de 100% do lucro do FGTS favoreceria “as camadas sociais de maior poder aquisitivo, que são as que possuem maior volume de depósitos e saldos na conta do FGTS”.
Os dispositivos propostos estabelecem fixação de percentual do resultado do FGTS como condição para que as aplicações em habitação popular possam contemplar sistemática de desconto, direcionada em função da renda familiar do beneficiário. Ocorre que tal proposta contraria o interesse público, pois reduz drasticamente os descontos concedidos para famílias de baixa renda no Programa Minha Casa Minha Vida, reduzindo o acesso ao Programa pela camada mais necessitada da sociedade, bem como aumenta o lucro do FGTS de forma a favorecer as camadas sociais de maior poder aquisitivo, que são as que possuem maior volume de depósitos e saldos na conta do FGTS”, diz Bolsonaro.
Leia Mais...

12 de dezembro de 2019

Pesquisas de intenção de votos têm que ser registradas no TSE, a partir de 1º de janeiro de 2020


O plenário do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) aprovou nesta quinta-feira (12) as primeiras quatro resoluções com regras para a eleição municipal de 2020, entre as quais a que regulamenta os procedimentos de fiscalização e auditoria do sistema eletrônico de votação.

Neste caso, a principal novidade foi a ampliação do rol de entidades que podem fiscalizar a votação, que passa agora a incluir, por exemplo, as Forças Armadas, o Conselho Nacional de Justiça (CNJ), o Tribunal de Contas da União (TCU) e entidades privadas, sem fins lucrativos, que possuam notória atuação em fiscalização e transparência da gestão pública e sejam previamente credenciadas junto ao TSE.

Elas se juntam às entidades que tradicionalmente já constavam da lista, como a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Congresso Nacional, Supremo Tribunal Federal (STF), Ministério Público, Polícia Federal e os departamentos de tecnologia da informação de universidades.

Pesquisas

Outra resolução aprovada nesta quinta-feira foi a que regulamenta a realização de pesquisas de intenção de voto, que - a partir de 1º de janeiro - só poderão ser realizadas mediante registro de uma série de informações junto ao TSE.

Pela primeira vez, essa resolução passa a trazer a proibição expressa de que sejam excluídos da lista da pesquisa os nomes de candidatos que tenham a confirmação de seu registro de candidatura ainda pendente de aprovação pelo TSE.

Agora, um candidato só pode ter seu nome excluído de uma pesquisa eleitoral quando seu registro não estiver mais sub judice, ou seja, quando sua candidatura tiver sido indeferida em definitivo, sem possibilidade de recurso judicial.

A norma visa evitar o que ocorreu em 2018, quando houve mais de um pedido ao TSE para que o nome do então candidato ao PT à Presidência da República, Luiz Inácio Lula da Silva, fosse retirado de pesquisas eleitorais ante a perspectiva de que ele tivesse seu registro de candidatura negado. À época, a Justiça Eleitoral somente permitiu a retirada do nome do ex-presidente das pesquisas depois da confirmação do indeferimento de sua candidatura.

Outras resoluções

Também foram aprovadas nesta quinta-feira as resoluções relativas aos lacres das urnas e ao cronograma do cadastro de eleitores. Pela legislação, o TSE tem até o fim deste ano para aprovar todas as resoluções relativas ao pleito do ano que vem.

Uma das mais esperadas é a que trata da propaganda eleitoral, que deve trazer novidades a respeito do uso da internet e também sobre as notícias falsas, também conhecidas como fake news.

Leia Mais...

Justiça derruba suspensão de deputados; Joice pode perder liderança

A decisão pode devolver ao grupo ligado ao presidente Jair Bolsonaro a liderança da legenda na Câmara que, nesta quarta-feira pulou para as mãos da deputada Joice Hasselmann

Em mais um capítulo da novela do PSL, uma liminar da 4ª Vara Civil de Brasília derrubou a decisão do diretório nacional do partido que suspendeu o deputado Eduardo Bolsonaro e outros 13 parlamentares das atividades político-partidárias. A decisão pode devolver ao grupo ligado ao presidente Jair Bolsonaro a liderança da legenda na Câmara que, nesta quarta-feira, 11, pulou para as mãos da deputada Joice Hasselmann (PSL-SP).
O juiz Giordano Rezende Costa atendeu o pedido do ex-ministro do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e advogado da família Bolsonaro, Admar Gonzaga Neto, que alegou vícios na condução do julgamento dos 18 deputados bolsonaristas que entraram em rota de colisão com o presidente do PSL, Luciano Bivar, após apoiar Bolsonaro na disputa interna pelo comando da legenda. Além dos 14 deputados suspensos, outros quatro foram advertidos por suas condutas. 
Admar alegou que os parlamentares não foram notificados pessoalmente sobre o processo conduzido no Conselho de Ética do partido e que não houve publicidade do ato de convocação da reunião do Diretório Nacional que confirmou o afastamento dos parlamentares.
"A questão é interpretativa e não se pode admitir, com base em todo o nosso sistema jurídico garantista, a possibilidade de existência de uma Assembleia pelo PSL, cuja finalidade seja a punição pessoal de 18 Parlamentares, que o ato se realize sem a intimação destes", afirmou o magistrado na decisão.
Os advogados do PSL informaram à reportagem que entraram com um pedido de anulação da decisão. A Mesa Diretora da Câmara dos Deputados informou que não foi notificada oficialmente da decisão judicial e que a deputada Joice Hasselmann segue, por enquanto, na liderança do partido.
Nesta quarta-feira, Joice foi confirmada líder do PSL na Câmara e em sua primeira coletiva no cargo afirmou que vai buscar uma pacificação na bancada. A parlamentar disse ainda que o partido vai ser independente nas pautas "que podem prejudicar o Brasil".
"Alguns deputados nossos sofreram desgastes votando pautas do governo que não foram bem vistas pela população, então, agora nós temos essa independência em relação às pautas", disse. "É liberal e não nacionalista. Esse é o recado que vamos passar a partir de hoje", afirmou.
Maia tinha confirmado Joice na liderança do PSL
A vaga de Joice foi confirmada pelo presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), na noite de terça-feira, 10. Ele aceitou o pedido do PSL para afastar os 14 deputados punidos pela partido.
Desde outubro, os deputados do PSL se digladiam pela liderança do PSL que teve guerra de listas, gravações clandestinas de reuniões e até o presidente Jair Bolsonaro foi "grampeado" por um parlamentar. A crise levou a saída de Bolsonaro do partido e a criação do Aliança pelo Brasil, legenda que deve abrigar toda a ala punida pelo PSL.
Leia Mais...

10 de dezembro de 2019

Rogério Leão emite Nota de Pesar pelo falecimento de Danda Martins, ex-prefeito de Santa Terezinha


Uma triste notícia. A morte do ex-prefeito de Santa Terezinha, Danda Martins, nos comoveu profundamente. João Batista Martins, faleceu aos 72 anos e deixa um extenso histórico de vida pública. Foi vereador, vice-prefeito e chegou a ser o chefe do Poder Executivo local de 1997 a 2000. Como homem do povo, Danda Martins vai ser lembrado por sua grande preocupação com os mais necessitados. Aos familiares, deixamos nosso sinceros sentimentos e que Deus conforte a todos nesse momento.

Da AsCom - Deputado Estadual Rogério Leão
Leia Mais...

9 de dezembro de 2019

Bolsonaro chega ao fim do 1º ano com aprovação menor que Lula, Dilma e FHC


Com 30% de aprovação, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) chega ao fim do primeiro ano de governo com avaliação pior, no mesmo período, que os ex-presidentes Fernando Henrique Cardoso (41%), Luiz Inácio Lula da Silva (42%) e Dilma Rousseff (59%). Os dados são de pesquisa Datafolha divulgada neste domingo (8).
Somente Michel Temer (MDB) e Itamar Franco chegaram ao fim do primeiro ano com reprovação maior que a de Bolsonaro agora. Um ano após processo de impeachment de Dilma Rousseff, Temer era reprovado por 61%.
O governo Bolsonaro teve uma melhora na avaliação em áreas ligadas à economia. Segundo a pesquisa, a taxa de aprovação da equipe do ministro da Economia, Paulo Guedes, aumentou de 20% para 25%, e a do combate ao desemprego foi de 13% para 16%.
O otimismo em relação à economia também aumentou. Entre os entrevistados, 43% acham que ela vai melhorar nos próximos meses. Em agosto, a taxa era de 40%. Ainda segundo o levantamento, 31% acham que a economia vai ficar como está, e 24%, que vai piorar.
O otimismo com a economia é maior entre os mais ricos, grupo que sinaliza mais apoio ao governo Bolsonaro. Entretanto, a maioria do povo avalia que a retomada da economia ainda não é suficiente. Para 55% dos entrevistados, a crise deve demorar para acabar, e o Brasil não voltará a crescer com força tão cedo. Já 37% acham que a crise será superada em meses.
Leia Mais...

Pernambuco pode perder R$ 18,5 milhões se Itacuruba e Ingazeira forem extintos


Levantamento da Confederação Nacional de Municípios (CNM) mostrou que a eventual extinção impacta na distribuição do Fundo de Participação dos Municípios (FPM)
Pernambuco pode perder R$ 18,5 milhões de receita, ao ano, caso Itacuruba e Ingazeira, localizados no Sertão do estado, sejam extintos. Foi o que apontou um levantamento da Confederação Nacional de Municípios (CNM) divulgado nesta semana. A simulação mostrou que a proposta do governo de Jair Bolsonaro (PSL) de extinguir cidades com poucos habitantes e baixa arrecadação pode penalizar algumas localidades.
De acordo com a CNM, a eventual extinção impacta na distribuição do Fundo de Participação dos Municípios (FPM) e faz com que as cidades incorporadoras também percam recursos. Isso porque o repasse é baseado em coeficientes que levam em conta o tamanho populacional de cada lugar. Quanto mais populoso, maior a verba.
No entanto, incorporar municípios com menos de cinco mil moradores, como é o caso dos pernambucanos, pode não ser suficiente para elevar o coeficiente do FPM que é distribuído aos que vão receber os novos habitantes.
Segundo o segundo secretário da confederação e ex-prefeito de Cumaru, Eduardo Tabosa, além de perder verbas, os locais que podem englobar Itacuruba e Ingazeira também terão um rombo maior nas contas porque assumirão os passivos deles.
Pode até fundir, mas a quantidade de recursos não vai proporcional para o outro município. Além disso, o município que incorporar o outro vai ter assumir todo passivo, como fundo de previdência, que está quebrado em boa parte do estado”, afirmou.
O presidente da Associação Municipalista de Pernambuco (Amupe) e prefeito de Afogados da Ingazeira, José Patriota, destacou que a demanda por serviços públicos também aumentará. “Essa medida é inviável. Se incorporar a demanda por escola e saúde no outro município vai aumentar, sem que haja significativo aumento de recurso. Não representa economia”, afirmou Patriota.
Leia Mais...

Nas redes sociais, Santos provoca Flamengo e Gabigol após goleada na Vila Belmiro


Peixe fechou a temporada com grande exibição diante do campeão brasileiro


Santos não perdeu tempo e provocou o Flamengo logo após a goleada por 4 a 0, neste domingo, na Vila Belmiro, pela última rodada do Campeonato Brasileiro.

Assim que o jogo acabou, o clube publicou nas redes sociais desenhos do personagem Homer Simpson segurando placas com a frase "Hoje tem gol do Marinho", "Hoje tem gol do Sasha" e "Hoje tem gol do Sánchez".

A frase ficou famosa ao longo da temporada com Gabigol. O atacante, aliás, provocou a torcida do Santos durante o primeiro tempo.



Leia Mais...

Postagens mais antigas Página inicial

Quem somos

O Tribuna Belmontense é um blog de divulgação de notícias locais e regionais sobre os mais diversos assuntos de interesse geral.

Agradecemos sua visita. Volte Sempre :)

Twitter

Copyright © Tribuna Belmontense - São José do Belmonte - PE

Design por